Daniela Xavier Haj Mussi

Formação acadêmica

  • atual2016

    Pós-Doutorado

    Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

    Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
    Grande área: Ciências Humanas
    Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: História do Pensamento Político.
    Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Pensamento político brasileiro.

  • 20152011

    Doutorado em Ciência Política

    Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.

    Título: Política e cultura em Antonio Gramsci e Piero Gobetti: 1918-1926, Ano de obtenção: 2015.
    Orientador: Walquíria Leão Rego.
    Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
    Palavras-chave: Antonio Gramsci; Piero Gobetti; Pensamento político; marxismo; Liberalismo.
    Grande área: Ciências Humanas

  • 20112009

    Mestrado em Ciência Política

    Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
    Título: Política e Literatura nos Quaderni del Carcere,Ano de Obtenção: 2011.
    Orientador: Alvaro Gabriel Bianchi Mendez.
    Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

  • 20142013

    Aperfeiçoamento em Visiting Scholar

    Columbia University, COLUMBIA, Estados Unidos.
    Título: Antonio Gramsci and Piero Gobetti: Culture and Politics. Ano de finalização: 2014.
    Orientador: Nadia Urbinati.
    Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

  • 20102006

    Graduação em Ciencias Sociais

    Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.

  • 20062002

    Graduação em Comunicação Social

    Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
    Título: Carnaval e Indústria Cultural no Brasil.
    Orientador: Rosa Maria Dalla Costa.

Atuação profissional

  • 20122011

    Vínculo: Bolsista PED A, Enquadramento Funcional: Programa de Estágio Docente (A), Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.

    Professora na graduação em Ciências Sociais das disciplina: Política V – Teoria e pesquisa em Ciência Política (obrigatória da modalidade Ciência Política)

  • 20082008

    Estágios , Centro de Estudos de Opinião Pública.

    Estágio realizado
    Editoração da revista Opinião Pública, Volume 14, número 1.

Membro de conselho editorial

Grupo de Pesquisa

  • atual2008

    Grupo de Pesquisa Marxismo e Pensamento Político (GPMPP)

    Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
    www.pensamentopolitico.com.br

Projetos de pesquisa

  • atual2016

    Populismo periférico: o pensamento político do Cedec (1976-1988)

     
    Descrição: A pesquisa tem como principal objetivo investigar o pensamento político do Cedec no período entre 1976 e 1988, identificando sua especificidade e originalidade no quadro mais geral do pensamento político brasileiro. A fundação do Cedec pareceu combinar dois objetivos: da busca por um novo “lugar político” para os intelectuais na vida nacional e da abertura de um novo campo de investigação e reflexão no qual as classes populares poderiam revelar sua história, cultura dinâmica política próprias. Neste sentido, o estudo do pensamento político desenvolvido inicialmente no interior do Cedec revela os impasses da afirmação original de uma tendência democrática adaptada ao problema da transição política na qual a atividade intelectual adquiriria novo significado e simbolismo. Além disso, tem como objetivos secundários reconstruir documentalmente a história do Cedec, bem como apresentar um esboço geral de seu funcionamento e atividades ao longo do período estudado, material que pode servir como base para pesquisas futuras.

    Integrantes: Daniela Xavier Haj Mussi – Coordenador.

  • 20152011

    Política e Cultura em Antonio Gramsci e Piero Gobetti: 1918-1926

     
    Descrição: Esta é uma proposta de pesquisa das relações entre os textos políticos e culturais de Antonio Gramsci (1891-1937) e Piero Gobetti (1901-1926), em especial tomando como ponto de partida as intervenções nos periódicos Il Grido del Popolo (1917-1918), Avanti! (seção piemontesa) (1918-1920), L’Ordine Nuovo (1919-1925), L’Unitá (1924-1926), Energie Nove (1918-1921) e Rivoluzione Liberale (1922-1925) . A pesquisa tem por objetivo identificar traduções possíveis entre o pensar cultural e o pensar propriamente político dos dois intelectuais italianos, em especial no diálogo que estabeleceram sobre os anos de intensas mobilizações operárias em Turim no período conhecido por bienio rosso. As reflexões gramscianas e gobettianas possuíram raízes profundas no contato com a luta dos comunistas italianos, em especial na luta dos operários de Turim nos conselhos de fábrica e na relação com intelectuais críticos. O centro da investigação será a aproximação, apesar das diferentes perspectivas, da posição desses dois intelectuais, fruto de uma reflexão cultural profunda, que se expressava na concepção da formação do Estado moderno na Itália e sua correspondência: a) no elemento nacional-popular em oposição ao cosmopolitismo da cultura italiana e da atitude dos intelectuais frente às massas da península e b) na necessidade de levar a crítica cultural à sua dimensão política e, portanto, histórica. O contato de Gobetti com L’Ordine Nuovo, para o qual passou a escrever crônicas teatrais a partir de 1921, e com a luta dos operários nos conselhos de fábrica havia permitido que ?seus princípios liberais fossem projetados da ordem dos fenômenos individuais para a ordem dos fenômenos de massa?. A pesquisa se justifica como tentativa de recuperar a relação entre esses dois intelectuais, para encontrar os pontos de convergência políticos, analíticos e teóricos, respeitando as diferentes perspectivas. Esse projeto de investigação se insere no amplo circuito de pesquisa sobre Gramsci estabelecido.
    Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

    Integrantes: Daniela Xavier Haj Mussi – Coordenador.

  • 20152011

    Política e Literatua nos Quaderni del Carcere

     
    Descrição: O projeto pretende tratar da relação entre política e literatura nos escritos carcerários de Antonio Gramsci, em especial nos Quaderni 21 e 23. Para isso, considera o método de restauração, proposto pela Edição Crítica dos Quaderni por Valentino Gerratana. Propõe para tal duas categorias principais, crítica literária e literatura nacional, que transitam entre os campos de conhecimento envolvidos. No que diz respeito à relação entre a literatura e a política em Gramsci, é considerado o que Giuseppe Petronio chama de “alargamento do fato literário”. A hipótese mais geral, ou o ponto de partida da pesquisa, é a de que a relação entre estética e política faz parte de um esforço mais geral por Gramsci na elaboração de uma filosofia, a filosofia da práxis. No que diz respeito à crítica literária, a pesquisa buscará estabelecer uma tradução possível entre as notas carcerárias sobre a construção do intelectual orgânico moderno e aquelas sobre o “retorno a De Sanctis” como modelo de crítico literário. Aqui, a contradição entre o literato e o político é tomada como ponto de partida para compreender o nascimento do novo intelectual como “especialista + político”. A pesquisa deverá recuperar ainda o momento nacional-popular em Gramsci, como centro articulador do estudo do modo de vida moderno e representante da atualização na política e na literatura da experiência histórica da formação dos Estados nacionais. O estudo da literatura nacional-popular italiana é considerado, por sua vez, em sua fragilidade, revelada por Gramsci como paralelo da própria fragilidade da unificação nacional italiana..
    Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

    Integrantes: Daniela Xavier Haj Mussi – Coordenador.
    Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – Bolsa.

  • 20152011

    O pensamento Social de Jack London

     
    Descrição: Estudo de aspectos do pensamento do escritor Jack London, em especial sua relação com o marxismo, a partir da análise de uma de suas obras literárias mais conhecidas, “O Tacão de Ferro”. Pesquisa realizada como Iniciação Científica sob a orientação do professor Fabio Durão (IEL-Unicamp) e financiada pelo convênio SAE-PIBIC..
    Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

    Integrantes: Daniela Xavier Haj Mussi – Coordenador.
    Financiador(es): Universidade Estadual de Campinas – Bolsa.